22 março 2014

CLARIDADE

olhei-te nos teus olhos
e tudo me pareceu certo

a tua mão sobre a minha mão
e nada fora do seu curso

a tua boca rente à minha
e poderia morrer naquele instante


[ariana aragão]

© Todos os direitos reservados.
É expressa e incondicionalmente proibida a reprodução parcial ou integral sem a autorização prévia da autora.