10 abril 2012

[chuva]

‎[o que não for para mim que a chuva leve
 o que for para mim que o sol me traga



Existe apenas uma idade para sermos felizes, apenas uma época da vida de cada pessoa em que é possível sonhar, fazer planos e ter energia suficiente para os realizar apesar de todas as dificuldades e todos os obstáculos. Uma só idade para nos encantarmos com a vida para vivermos apaixonadamente e aproveitarmos tudo com toda a intensidade, sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que podemos criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança, vestirmo-nos de todas as cores, experimentar todos os sabores e entregarmo-nos a todos os amores sem preconceitos nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem em que toda a disposição de tentar algo de novo e de novo quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na nossa vida chama-se presente e tem a duração do instante que passa...


[Mário Quintana]

2 Comments:

At 13 de junho de 2012 às 22:55, Blogger Maria Cardeal said...

"Aquilo que tiver de ser meu, às mãos me há-de vir ter..."

Saramago

 
At 25 de agosto de 2012 às 11:30, Blogger ariana luna said...

Nunca, como agora, acredito tanto nisso.

 

Enviar um comentário

<< Home