30 janeiro 2009

aqui

fecho os meus olhos e
estou aqui

[Getty Images]

[Que ninguém se atreva a dizer-me que hoje está um dia de nevoeiro espesso e triste de chuva, que o trabalho é tanto que nem sei por onde começar, que o trânsito vai estar caótico ao final da tarde e provavelmente não chegarei a tempo da aula de yoga e que neste momento me apetece desaparecer. Fecho os meus olhos e estou aqui.]

26 janeiro 2009

definitivamente

Alteraste [definitivamente] a minha forma de ver o mundo.

[ariana luna]

21 janeiro 2009

sol & mar azul

Volta Verão, estás perdoado!

[Getty Images]

19 janeiro 2009

dói-me

Hoje dói-me pensar,
dói-me a mão com que escrevo,
dói-me a palavra que ontem disse
e também a que não disse,
dói-me o mundo.
Há dias que são como espaços preparados
para que tudo doa.

Roberto Juarroz

[Getty Images]

16 janeiro 2009

um pouco menos

Nunca amamos ninguém. Amamos, tão-somente, a ideia que fazemos de alguém. É a um conceito nosso – em suma, é a nós mesmos – que amamos.

Bernardo Soares, in Livro do Desassossego

[Getty Images]

[Quando deixamos de amar, não deixaremos que gostar também um pouquinho de nós mesmos? Ou melhor, da imagem idílica de nós próprios, formatada num determinado momento aparentemente perfeito?]

12 janeiro 2009

o caminho faz-se...

[…] a vida ri-se das previsões e põe palavras onde imaginamos silêncios, e súbitos regressos quando pensámos que não voltaríamos a encontrar-nos.

José Saramago, in A viagem do elefante

[ariana luna] algures num tempo que passou

[A vida troca-nos as voltas, vira-nos do avesso, faz de nós gato-sapato, coloca-nos na corda-bamba, faz-nos questionar tudo. E depois? Esse é o mistério. O verdadeiro e mais delicioso desafio: viver. Sem rede.]