12 novembro 2007

alfabeto

quero ler-te por dentro
desfolhar-te, página por página, o teu corpo em branco
e sentir os caracteres do teu pensamento
a desenhar a nossa estória por contar

quero ler-te devagarinho
tal como os livros de que se gosta muito
e que não queremos que acabem
para saborear vagarosamente cada frase

quero ler-te de trás para a frente
desordenadamente, num ritmo inventado por nós
numa amálgama de reticências e palavras baralhadas

quero ler-te no dialecto do sentir
conjugar o verbo descobrir na tua pele e
recitar-te baixinho, todas as letras tacteadas em nós…


ariana luna

3 Comments:

At 13 de novembro de 2007 às 21:17, Blogger pp said...

beijo :)

 
At 14 de novembro de 2007 às 12:42, Blogger Rosa said...

:) Coisa mailinda!
[Acho que, com "desfolhar-te", tu querias mesmo dizer era "folhear-te". Caso contrário, é capaz de se tornar violento! :)]
Beijos.

 
At 15 de novembro de 2007 às 19:25, Blogger ariana luna said...

pp
outro

rosita
Queria mesmo dizer desfolhar-te. Quanto à violência... não queres que entre em pormenores, pois não?

 

Enviar um comentário

<< Home