18 julho 2007

edelweiss

Acordei a pensar que o amor é um edelweiss.
Único, raro, inatingível, frágil, delicado, resguardado num lugar secreto.
Cá dentro, em cada um de nós, persiste sempre o recôndito desejo de encontrar um longínquo edelweiss.



[Do alemão Edelweiß, «id.», de edel, «nobre» + weiß, «branco»]

Planta da família das Asteráceas, de pequeno porte, herbácea, com flores de um branco-amarelado, muito conhecida pela lanugem branca e espessa que a cobre em toda a sua extensão.

É uma flor protegida (símbolo da Áustria e da Suíça) que nasce nos Alpes, nos Pirenéus e nos Cárpatos acima dos 1700 m de altitude.


[E no entanto, do longe se faz perto…]

2 Comments:

At 18 de julho de 2007 às 23:19, Blogger Margarida Atheling said...

Esta flor faz-me sempre lembrar as aulas de alemão e o tempo do colégio. Apesar de não gostar nem um bocadinho de estudar toda aquela gramática... foram bons tempos! :)

A distância é coisa muito relativa! Tu sabes! :)

Bjs!

 
At 19 de julho de 2007 às 13:43, Blogger pp said...

Bonita esta flor :)...

 

Enviar um comentário

<< Home